CARNAVALESCOS, ESCOLAS DE SAMBA E SAMBISTAS VISITARÃO O MUSEU DE FANTASIAS DE MARIA HELENA CADAR - CARNA BH

domingo, 21 de novembro de 2021

CARNAVALESCOS, ESCOLAS DE SAMBA E SAMBISTAS VISITARÃO O MUSEU DE FANTASIAS DE MARIA HELENA CADAR

  MUSEU DE FANTASIAS DE  MARIA HELENA CADAR

Mas uma das atividades do Coletivo de Sambistas Mestre Conga em Parceira  com a socialite Maria Helena Cadar que a 30 anos desfila na Sapucai no carnaval carioca Rio de Janeiro pela Escola de samba Salgueiro. Contudo a Foliã apaixonada pelo carnaval  vem colecionando fantasias de alto luxo em sua galeria particular  onde abre a visitações.

Após realizar live com o coletivo, foi realizado um convite a visitação a sua galeria. Prontamente o Coletivo de Sambistas Mestre Conga começou a  realizar  uma programação para visitação junto a representantes de agremiações  e sambistas da cidade de Belo Horizonte. 

As escolas de samba que estarão presentes com seus diretores, carnavalescos e destaques são: Acadêmicos de Venda Nova, Canto da Alvorada, Imperatriz de Venda Nova, Cidade Jardim, Unidos Grarany, Triunfo Barroco, Raio de Sol e Ouro Negro. 

Por iniciativa do Coletivo de Sambistas Mestre Conga, sambistas e membros das Escolas de Samba de Belo Horizonte farão, no dia 23 de novembro, às 14 horas, uma visita ao acervo de fantasias de luxo de Maria Helena Cadar, mineira destaque de luxo de escolas de samba do Rio de Janeiro. Há três anos o acervo já foi exibido no hall da PBH em uma exposição promovida pela Belotur. A visita, que terá um grupo in loco do mundo do samba, será guiada pela própria Maria Helena Cadar e será transmitida ao vivo pelo Instagram do Coletivo Mestre Conga @sambistasmestreconga a partir das 14 h do dia 23 de novembro.

O objetivo da visita é voltar as energias para a história do carnaval nesse momento de indefinição da festa. 

"Precisamos nos capacitar, conhecer nossa história para quando o Carnaval voltar de vez voltemos com mais consistência e identidade", disse Mário César, componente da velha guarda da Pedreira Prado Lopes, membro da coordenação do Coletivo de Sambistas Mestre Conga e idealizador da visita


Maria Helena Cadar, além de destaque de luxo de escolas de samba cariocas, já participou de uma das lives do projeto Memórias do Samba de BH que é uma iniciativa do Coletivo de Sambistas Mestre Conga para constituição de um inventário que visa registrar o samba de Belo Horizonte como patrimônio Imaterial da capital mineira.






Instagram @sambistasmestreconga

Nenhum comentário:

Postar um comentário