Maio 2021 - CARNA BH

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Sandra Veneno é "Memórias do Samba de BH" na 1ª live do Coletivo Mestre Conga

23:25 0
Sandra Veneno é "Memórias do Samba de BH" na 1ª live do Coletivo Mestre Conga

Sandra Maria Inez, a Sandra Veneno 

Você pode não conhecer , mas já ouviu falar dela. 

"Quem Lançou foi Lucrécio do Pandeiro, um Ícone do nosso samba dos anos 80." (Sandra Veneno)

Foto: Acervo particular -Sandra Veneno 

 Quando comecei a dançar eu fui sambar com o Lucrécio do Pandeiro que em Belo Horizonte nos anos 80 só dava ele, era só ele em uma mulata nos shows  e a mulata era eu. Quando ele me viu com a roupa de show me disse que precisava de um nome, então ele olhou pra mim e disse: "Nossa você é um veneno",  e ai ficou Sandra Veneno. (Sandra Veneno)

 O Coletivo de Sambistas Mestre Conga Convida para acompanhar todas às quintas feiras às 20h no Instagram, lives com personalidades da história do samba de BH. 

Foto: Acervo particular -Sandra Veneno 


Ela é considerada a primeira mulata de Belo Horizonte e sua história começa em 1980, quando visitou à quadra da Escola de Samba Unidos dos Guaranis e não saiu mais da escola e se apaixonou com o grêmio. Segundo a mulata Sandra os sons dos instrumentos da bateria  fez ela cair no samba na escola de samba e dai foi para a avenida . 

 Sua história  se confundi claramente com a do samba de Belo Horizonte. Foi madrinha de bateria da Unidos dos Guaranis, Canto da Alvorada, vencedora de  concursos  de mulatas.

Passou pelo famoso grupo  Ki Samba Show, realizando belos shows em viagens além de  arrepiar na avenida com as escolas de samba de Belo Horizonte, sendo os grêmios: GRES-Canto da Alvorada, GRES-Cidade Jardim, GRES-Inconfidência Mineira e o GRES-Unidos dos Guaranis onde tudo começou e sua paixão primeira onde seu coração bate mais forte. Para além da avenida ela se esbaldava nos shows das festas de casamentos, aniversários. Enfim Sandra veneno é samba só e nossa História vivíssima de BH. 

Foto: Acervo particular -Sandra Veneno 

Sua história  é marcada por amizades que até hoje enche os salões por admiração, pela garra por ser passista. sempre considerada uma grande referencia para as mais novas no mundo do samba  das passistas da cidade. 

O Coletivo de Sambistas Mestre Conga  lança uma série de lives na sua rede social Instagram denominada "Memórias do Samba de BH".
As lives terão seu  início nesta quinta dia 20, às 20h, no Instagram do Coletivo de Sambistas Mestre Conga (sambistasmestreconga). 

 Para abrir em grande estilo o coletivo convidou nada mais nada menos do que Sandra Veneno @sandra_veneno sambista das antigas, passista que tem uma linda história no samba da cidade.

A mesa de conversa conta com a participação  de Mário César(maioral do samba) como Entrevistador e as convidadas Eliete Ná cantora, Interprete e compositora de samba e da pesquisadora  e professora Rosane Pires Viana. 

As lives  que estão sendo organizadas  e produzidas pelo coletivo tem como intuito mostrar para a cidade   atores e instituições que fazem a história do samba, serão  nomes de pessoas importantes ligadas ao samba das Alterosas, com o objetivo de criar um acervo que ajudará na construção de um inventário do Samba da capital mineira.