Carnaval de Ouro Preto-MG - CARNA BH

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Carnaval de Ouro Preto-MG

compartilhando 

Carnaval de Ouro Preto-MG terá o maior patrocínio da história e será realizado a custo zero para o município


Prefeito Júlio Pimenta anunciou na sexta-feira (10) investimento recorde concedido por duas empresas; Além da sede, distritos também entram na programação dos cinco dias de festa.
11/02/2017 às 14:11 por Atualizado dia 11/02/2017 às 14:13


Foto-Praça Tiradentes, Ouro Preto-MG, durante Carnaval 2012
Crédito-Tino Ansaloni
O prefeito de Ouro Preto (MG), Júlio Pimenta, anunciou a realização do Carnaval 2017 na cidade com custo zero para o município, na sede e distritos. O anúncio aconteceu nesta sexta-feira (10). Através de um chamamento público, duas empresas – Ambev – com a marca Skol – (Companhia de Bebidas das Américas) e Bella Minas Água Mineral – apresentaram propostas e aceitaram, através de parceria, patrocinar o evento que esse ano comemora os 150 anos do Zé Pereira do Clube dos Lacaios, agremiação carnavalesca mais antigo em atividade no país.
De acordo com prefeito Júlio Pimenta, o chamamento público partiu do desejo de que todo o custo relacionado ao carnaval fosse das empresas patrocinadoras. “Temos a satisfação de dizer que essas duas empresas se uniram em um patrocínio que supera todos os dados do passado e com isso conseguiremos realizar o carnaval em sua total plenitude”, afirmou o prefeito. O apoio divulgado pelo prefeito atinge a marca de R$ 2.350.000,00 (dois milhões e trezentos e cinquenta mil reais).
Importante fonte de renda para a população, o Carnaval de Ouro Preto é tradição desde o Século XIX e o desfile de agremiações está presente na história da cidade. O “Zé Pereira dos Lacaios”, criado em 1867 anima a festa com os desfiles de grandes bonecos e cariás (pequenos diabos) ao som de tambores e clarins. Mas há muito outros, como o bloco do Caixão, da Diretoria e Bandalheira e Vermelho i Branco, para citar apenas alguns, com muitos integrantes e animação. Além dos blocos locais e estudantis, a festa também é animada por importantes Escolas de Samba e cordões. Mas a festa nos últimos anos parecia estar perdendo o pique, seja pela falta de investimento ou pela má gestão dos recursos públicos. A organização do carnaval, nos últimos quatro anos, foi totalmente terceirizada, fazendo com que os organizadores, não conhecedores das tradições locais cometessem erros inadmissíveis para a população, que não se via participando do carnaval tradicional de sua própria cidade.
Para o prefeito Júlio Pimenta, carnaval não é apenas geração de renda, embora seja muito importante reconhecê-lo como tal. “É principalmente tradição, manifestação cultural e alegria popular”, disse Júlio. “Por isso nós vamos fazer uma edição atendendo às expectativas da população com segurança, infraestrutura, prestigiando o povo de Ouro Preto, visitantes e garantindo desde crianças até idosos uma folia segura num ambiente sadio e agradável”, completou o prefeito.
O Patrocínio
O Carnaval 2017 da cidade de Ouro Preto promete entrar para a história com o maior patrocínio já realizado e sem nenhum gasto ao cofre público. “Teremos um Carnaval digno da cidade, do tamanho da tradição ouro-pretana. Com muito esforço e dedicação de todos os funcionários da Secretaria de Turismo, do prefeito Júlio Pimenta e do Secretário de Governo André Simões, nós teremos um Carnaval com muita satisfação”, disse Felipe Vecchia Guerra, atual Secretário de Turismo, Indústria e Comércio.
O turismo e o Carnaval de Ouro Preto são fomentadores de desenvolvimento social e financeiro do município. Enquanto escolas de samba do Rio de Janeiro sentem na quadra e no barracão os efeitos da crise, Ouro Preto consegue um patrocínio maior do que o da cidade de Belo Horizonte. “Nós sabemos as proporções que o Carnaval de Belo Horizonte vem tomando nos últimos anos. Ouro Preto conseguiu ter um patrocínio de empresas privadas no valor maior do que o da capital. Isso é motivo de orgulho e satisfação”, comemorou Felipe Guerra.
Vale ressaltar que todo o projeto do carnaval está sendo realizado pela Secretaria de Turismo e dos Comércios, seguindo todas as diretrizes do Conselho Municipal de Turismo, levando em conta a visibilidade tanto nacional quanto internacional de Ouro Preto, que de acordo com os profissionais do marketing pode ser considerada uma marca. Mas nem sempre foi assim. “Tínhamos uma carta da própria AMBEV numa licitação passada, herdada de setecentos mil reais e o prefeito Júlio Pimenta, através da Secretaria de Turismo, em trabalho conjunto com outras secretarias, conseguiu ampliar esse valor para R$ 2.350.000,00 (dois milhões e trezentos e cinquenta mil reais). Agora o objetivo é cuidar da parte técnica com muito zelo e respeito pela cultura ouro-pretana. Certamente teremos um Carnaval que a nossa população e nossa tradição merecem”, comemorou o secretário.
O Projeto
A captação do recurso permitirá a construção de cinco palcos na sede: Praça Tiradentes, Largo do Cinema, Largo da Alegria e um ao lado da Escola Estadual D. Pedro II. De modo a fomentar o turismo e respeitando o processo de descentralização do Ministério Público, haverá um palco no Antônio Dias, mais precisamente no Largo de Marília. Escolas de samba também estarão presentes na Praça Tiradentes. Além disso, dez distritos serão contemplados, alguns com shows, outros som mecânico e blocos. “O tempo é curto, mas a PMOP junto à Secretaria Municipal de Turismo fará esse esforço para termos um ótimo Carnaval não só na sede, mas também nos distritos”, afirmou Felipe Guera.
A festa deverá ser divulgada e chegar a outras cidades mostrando que o carnaval de Ouro Preto não foi diminuído ou é inexistente. Ouro Preto também está preparada para receber turistas. O prefeito Júlio Pimenta, desde o início do ano, mesmo sem saber das proporções da festa, ressaltou que as preocupações principais na realização do evento seriam segurança, limpeza e saúde. Haverá contratação de um número recorde de seguranças particulares que serão articulados pela Polícia Militar, além de brigadistas para completar o efetivo do Corpo de Bombeiros. Um grande número de mão de obra deverá zelar pela limpeza da cidade, levando em consideração que Ouro Preto é patrimônio histórico da humanidade. De acordo com Felipe Guerra, a cidade está preparada para atender à demanda turística, mas principalmente para realizar um excelente carnaval para a população.
As Bandas
Com relação às bandas que animarão os foliões durante os cinco dias de festa, desde o primeiro dia do ano, a PMOP tem trabalhado e pesquisado a fim de resolver a questão. “Tenho a vantagem de conhecer bem o Carnaval de Ouro Preto. Temos muitas bandas já conhecidas e já realizamos uma pré-seleção, escolhemos algumas e agora estamos elaborando o programa. Acredito que até o meio da próxima semana já possamos divulgar a programação”, explicou Marcelino Ramos Xibiu, responsável pelos contratos de bandas.
Esse Carnaval será caracterizado pela prioridade das bandas de Ouro Preto. Em relação às marcas patrocinadoras, elas devem atender a regras do IPHAN e do Ministério Público. “Nós já nos antecipamos quanto a isso. Precisamos esclarecer que agora o carnaval é organizado pela prefeitura, pelo Departamento de Eventos e pela Secretaria Municipal de Turismo e não mais por empresas, embora a parceria com os nossos patrocinadores seja de extrema importância”.
“Agradecemos aos nossos patrocinadores e a todos os envolvidos nessa que será com certeza uma grande festa em Ouro Preto. Esperamos rever a todos no carnaval 2017 em uma celebração merecida por nosso povo e pela nossa tradição. Viva o Carnaval de Ouro Preto. Viva os 150 anos do Grupo Zé Pereira dos Lacaios”, finalizou Júlio Pimenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário